Sopas

As sopas são um pequeno grande mundo de prazer e de sabor. Com o pão, é a base de sabor de todas as culturas gastronómicas e reflecte melhor do que qualquer outro prato as condições ambientais e sociais de cada território.

Em todas as refeições fazemos pelo menos uma sopa ou caldo e somos entusiastas de tudo o que se possa comer com colher. Temos investigado muito, em particular entre Portugal e Itália, tudo o que tem a ver com sopas - mais líquidas, mais sólidas, mais leves, mais pesadas - e investimos tempo a fazer, a comer sopa e a dar a provar aos outros o que aprendemos. Para connosco partilhar também o amor pelas sopas convidámos a Alina, da Roménia.

Reunimos um bonito grupo de amigos de comer à colher, e para além das entradas à base de pão e de coisas boas para pôr no pão, fizemos três sopas de três europas diferentes mas com passados em comum.

Uma sopa de peixe, com uma base de caldo feito com muitas cabeças, com muitas espinhas assadas e ainda mais aromáticas, a lembrar a costa alentejana. Uma sopa de leguminosas, densa na textura mas de leve e delicado sabor, com a paisagem da Toscana. E uma sopa de costela de porco fumada, com aipo, natas azedas e sabores do leste.

Para sobremesa uma torta de laranja, castagnaccio e a prometida tarte de diospiros.